Vinhos do Líbano, ensolarados, especiados com uma pitada de mistério ou será originalidade?!

libano615

Líbano, um mundo de vinhos a descobrir!

E é irônico, pois o Líbano faz vinhos há mais de 7.000 anos,no neolítico, embora tenham sido os fenícios que tenham colocado o vinho libanês no mapa (3.000 aC a 330 aC) ao comercializar o elixir de suas vinhas. Quando o país cai em mãos otomanas, a produção é proibida (1517 até 1857) e somente retomada pelos jesuítas que plantam cepas francesas no vale de Bekaa e fundam o Château Ksara, o maior e mais antigo produtor libanês. Com o fim da I Grande Guerra e a chegada dos franceses a viticultura volta a florescer em terras libanesas.

Os vinhos do Líbano têm caráter francês, com uma nota ensolarada do Mediterrâneo, especiarias e um toque, como diz Hugh Johnson, de mistério, ou de novidade, se você preferir. Algo indecifrável, DNA libanês? Sabe-se lá, afinal não estamos tão familiarizados com os vinhos libaneses para saber, mas o que se descobre na I Degustação de Vinhos do Líbano que aconteceu ontem em S.Paulo ( 27/11/14) e em breve no Rio, é que são vinhos deliciosos e com caráter! Franceses no nariz e em boca pela leveza e encanto, fáceis de beber, mediterrâneos.

A cada dia surgem novas vinícolas no Líbano e não somente no vale do Bekaa, mas além dele, a oeste em Batroun e o Monte Líbano e ao sul em Jezzine .

Os destaques da degustação

Atibaia 2010 !!!++
60% syrah, 35% cabernet sauvignon e 5% petit verdot.
Um tinto bordalês no nariz e em boca sedoso, de estrutura firme mas leve, equilibrado com seus 14,5% de graduação alcoólica, muito elegante e fácil de beber.
Atibaia da produtora Atibaia Wine é a grande estrela da degustação. O nome vem de Atibaia, cidade paulista a 70 km da capital que os proprietários libaneses visitam com frequencia e apreciam. Importação da Zahil.

Chateau Ksara Reserve du Convent 2011 !!!
Chateau Ksara, Bekaa.
Um tinto que que por R$75 é tudo de bom! Belo nariz, corpo médio para leve, fácil de beber e de regar o papo com os amigos e as refeições!
Ksara Cabernet Sauvignon 2011 é muito bom, o Cuvée du Troisième Millénaire 2011 é complexo e tem aquele quê de mistério em boca (Cabernet Franc, Petit Verdot, Syrah). Magnífico o Chateau Ksara 2011!
Château Ksara, duas estrelas H.Johnson 2015, faz vinhos de boa relação preço qualidade. Fundado em 1857 pelos jesuítas. Importação da Interfood.

IXSIR Altitudes 2010 !!!+
Cabernet sauvignon, caladoc, syrah e tempranillo.
IXSIR, duas estrelas Hugh Johnson, é vinícola ambiciosa com a presença de Hubert de Bouard do Château Angelus de St. Emilion. Nada mal! IXSIR, “elixir” em árabe, pratica agricultura sustentável nas montanhas do Líbano, na região entre Baroun a Jezzine, culminando numa altitude de 1.800 m, o mais alto do Hemisfério Norte (no Hemisfério .Sul é Colomé, em Salta, Argentina). Seu IXSIR Altitudes Branco 2013 (viognier, sauvignon blanc e muscat é aromático e moderno) é muito bom, mas o que exclama é o tinto IXSIR Altitudes 2010 (cabernet sauvignon, caladoc, syrah e tempranillo). Encorpado e fácil de beber! Importação da Grand Cru.

Château Kefraya Comte de M 2009 !!!+
Cabernet sauvignon e syrah.
Château Kefraya, 3 estrelas Hugh Johnson 2015, faz tintos encorpados, concentrados e com especiarias, em especial o Comte de M, um Grand Cru) `a base de Cabernet Sauvignon e Syrah. E o Chateau Kefraya 2009 é bem bordalês, com aromas de couro, animal, complexo. Importação da Zahil.

Sem importador. É torcer para que nossos importadores os tragam!

ADYAR Monastère de Kfifane 2009 !!!++
Batroun, Syrah.

ADYAR Expression Monastique
Syrah, Mouvedre, Grenache e Sangiovese!
Macio, um franco italiano delicioso.
ADYAR tem certificado orgânico e são os monges maronitas do Monastério St. Anthony em Ghazir. que produzem seus vinhos.

Chateau Nakad Blanc de Blancs !!!
Castas clairette, sauvignon blanc e viognier, imperdível, de vinhas velhas de Bekaa.
Aromas de frutas exóticas e flores brancas.

Chateau Oumsyat Jaspe !!!
Cabernet sauvignon, cinsault, syrah e carignan.

Chateau Qanafar 2011 !!!
Cabernet Franc, cabernet sauvignon, merlot e syrah. Belo aroma em nariz, macio e saboroso.

Que no ano que vem aconteça nova degustação, pois os vinhos do Líbano têm boa relação preço qualidade e vale a pena degustar e adquirir enquanto estão por descobrir!!!

About silviafranco

Wine writer.
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s