O ícone dos Barolos, Renato Ratti, chega à Ravin!

ratti319Renato Ratti não somente foi um líder modernista da enologia de Alba, Piemonte, como também é considerado “um famoso cartógrafo dos Cru Barolos”, nas palavras entusiasmadas do respeitado crítico britânico Oz Clarke. E hoje em dia seu filho Pietro produz belos Barolos barricados como o Barolo DOCG Marcenasco e o Barolo Conca.

Para Hugh Johnson, Renato Ratti é uma vinícola de ícones do Barolo à qual atribui três estrelas (em quatro) de pura excelência. Vinhos de caráter mais moderno, macerações breves e plenas de substância. Recomenda em especial o Barolo Conca e o Barolo DOCG Rocche Dell´Annunziata, ambos oferecidos pela Ravin.

Para o Gambero Rosso 2014, Pietro Ratti mantém o percurso do pai e o estilo e a classe do afinamento de seus crus vêm das pequenas barricas de carvalho francesas e da Eslovônia.

Pois bem, a notícia é que Renato Ratti passou com exclusividade ao portfolio da Ravin em distribuição nacional. A Ravin de Rogério D’Avila não dorme no ponto! Bom para nós, porque eles sabem trabalhar preço e distribuição e tornar mais acessíveis os vinhos.

Rótulos Ratti no mercado nacional distribuídos com exclusividade pela Ravin

Dolcetto D´Alba DOC Colombè 2013, um vinho fácil de beber que se encaixa em diversas ocasiões com elegância impecável.

Barbera D´Alba DOC Battaglione 2012, um barbera clássico, bom corpo, elegante, acidez equilibrada e final persistente.

Nebbiolo D´Alba DOC Ochetti 2012, classe e vivacidade são características de um Nebbiolo típico, bouquet delicado com aroma de morango e framboesa, muito elegante e equilibrado, com taninos agradáveis e um final marcante.

Villa Pattono 2011, um vinho criado em homenagem a casa de campo dos ancestrais da família, um blend muito elegante, encorpado e com boa persistência. Aroma característico de ameixa madura, especiarias e alcaçuz.

Barolo DOCG Marcenasco 2009, um vinho muito bem pontuado. Nobre e generoso, o Barolo é a glória do Piemonte e o mestre absoluto. Um vinho muito elegante e equilibrado, aromas que evidenciam notas florais de violeta, alcaçuz, especiarias, tostado e couro ao final. Este virá também na versão magnum.

Barolo DOCG Conca 2010, este vinho recebeu este nome porque suas uvas vêm de um antigo vinhedo chamado “Conca”. Um Barolo de grande personalidade, com aromas marcantes de frutas secas, alcaçuz, menta e cedro.

Barolo DOCG Rocche Dell´Annunziata 2010, esta vinha é considerada uma das mais importantes da região de Barolo, o resultado é um vinho muito aromático com notas florais de violeta, tabaco e couro. Um vinho com bom corpo, complexo e de final persistente. Deste Barolo disponibilizaremos as belíssimas safras pontuadas 2005, 2006 e 2007.

Saiba Mais

Foi em 1934 que nasceu a grande estrela do Barolo, Renato Ratti. Apesar de não ter vindo do mundo do vinho, já que seu pai era veterinário e seu avô médico, ele optou por estudar enologia na escola de Alba e decidiu que era tempo de emigrar para terras desconhecidas e ganhar experiência.

O Brasil foi o destino escolhido e em pouco tempo se tornou encarregado da produção de vermutes e espumantes da Cinzano. Os 10 anos vividos no Brasil garantiram a Ratti uma visão inovadora, que caracterizou seu trabalho posterior de volta nas colinas de Langhe, região do Piemonte.

Em 1965 com seu retorno ao país de origem, compra sua primeira vinha para produção de Barolo: um pequeno lote na zona histórica de Marcenasco, logo abaixo da Abadia de L´Annunziata ( Nossa Senhora da Anunciação),em La Morra.

Em pouco tempo o menino que não tinha história nenhuma no mundo do vinho e nem vinha de família aristocrática, ganhou seu espaço e se tornou um dos produtores mais respeitados da região. Ratti tornou-se um nome de referência para os vinhos de Langhe.

Participou diretamente da elaboração das normas e regulamentos que regem as denominações de vinhos de Alba e especialmente no que diz respeito à denominação “DOCG”, status tão cobiçado pelos produtores da região.

Aperfeiçoou a técnica de vinificação, maturação e refinamento para o Barolo Marcenasco, concedendo ao vinho elegância, sutileza e longevidade digna desta variedade, se tornou desta maneira um dos principais motores da revolução cultural que trouxe os vinhos do Piemonte e da Itália para o conhecimento de todo o mundo.

Os Ratti agora não seriam mais lembrados como médicos e sim como grandes viticultores, criadores dos espetaculares Barolos.

Após a morte prematura de Renato Ratti em 1988, seu filho Pietro, assume o comando da vinícola. Nos anos 90, ele continua a obra de ampliação e restauração dos vinhedos da família e continua a busca que seu pai havia iniciado por novas sub zonas únicas e a manutenção do espírito de respeito pelas uvas e vinhas de origem.

Parabéns à Ravin por incluir em seu portfolio um produtor com esta tradição e qualidade. A paixão e entusiasmo por suas criações tornam seus vinhos uma experiência inesquecível! ratti319

About silviafranco

Wine writer.
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s