A análise de Aubert de Villaine (Romanée Conti)

O que é maior: as partes ou o todo? Ultimamente, a tendência é indicar notas e esquecer que o que vale é o vinho,  portanto, a análise fria se faz necessária, mas não é a única coisa. “O mistério do vinho está em analisá-lo como um todo”, declara José Bentos dos Santos, proprietário da Quinta do Monte D’Oiro, uma referência em syrah em Portugal (Alenquer, Extramadura). E aqui vai o relato que ele me fez sobre a análise de um Echezaux feita por ninguém menos do que o proprietário Aubert de Villaine. Confira!

About silviafranco

Wine writer.
This entry was posted in Vinho alimento do espírito and tagged , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s