Do Sassicaia ao Barrua, uma história de capricho e sucesso

Se você procurar nos dicionários de vinho informações sobre a vinícola toscana Tenuta de San Guido todos eles, sem exceção, remetem ao verbete Sassicaia. Esta é uma daquelas situações em que a criatura engole o criador. Tudo começou porque o Marquês Incisa della Rocchetta sentia falta dos elegantes Bordeaux, inacessíveis por conta  da II Grande Guerra. E como a guerra parecia não ter fim, em 1944 plantou em suas terras de Bolgheri as castas francesas cabernet sauvignon e cabernet franc e elaborou um vinho para si e a família, o Sassicaia. Em 1968, atendendo a pedidos do sobrinho Piero Antinori e do enólogo Giacomo Tachis, levou ao mercado seu Sassicaia, que é hoje reconhecidamente um dos grandes cabernets do mundo e desde 1995, o Sassicaia tem sua própria DOC. Um capricho que se tornou um sucesso este Sassicaia.

Entretanto não só de Sassicaia vive a família do Marchese Incisa della Rocchetta. Desde 2000 produzem em Bolgheri, uma região próxima ao mar, dois vinhos deliciosos e que cabem no bolso: o Guidalberto e o Difese, “filhos” de Sebastiano Rosa, enólogo e filho adotivo do Marchese Incisa della Rocchetta (não do primeiro, o inventor do Sassicaia, mas de seu filho Nicolló que casou com a mãe de Sebastiano, então viúva de seu pai. Daí vem o Rosa deste enólogo talentoso). Pois para Sebastiano Rosa, Difese e Guidalberto são seus filhos, embora reconheça que os vinhos são sempre filhos da azienda.

Sebastiano Rosa veio ao Brasil para o evento do Primum Familiae Vini e para divulgar seus vinhos da Sardenha, o Barrua e o Montessu elaborados na Azienda Punica num joint venture com a prestigiosa cooperativa Santadi (três estrelas no Hugh Johnson) que conta com o “great Giacomo Tachis” como a ele se refere o crítico britânico.

 A Sardenha produz vinhos quentes, poderosos e alcoólicos, mas se bem trabalhados como é o caso destes, tornam-se elegantes e finos, embora potentes. Uma versão vínica do “endurecer sin perder la ternura jamás”. A Azienda Punica está a sudoeste da Sardenha, onde a carignano faz bonito. O Barrua IGT 2005 é um corte de 85% carignano, 10% cabernet sauvignon e 5% merlot. Um vinho especiado, com muito caráter, potente, redondo, taninos finos, equilibrado. Estampada em seu rótulo a antiga moeda púnica encontrada em escavações na Sardenha. Tre bicchieri e a R$229 na Ravin. O Montessu IGT 2006 é bom amigo da comida, mais leve, um corte de não poucas cepas: 60% carignano, 10% syrah, 10% CS, 10% CF e 10% Merlot. R$129.

O Le Difese IGT 2008, que significa as presas dos javalis que são abundantes na Toscana, é o vinho base da Tenuta San Guido e, confesso, meu preferido, porque cabe no meu bolso e é uma alegria de tão fácil de beber. 70% cabernet sauvignon e 30% sangiovese, a uva “nacional” da Toscana. Segundo Sebastiano Rosa, é um vinho para o dia a dia (só lá na Toscana onde eles não pagam frete, não atravessam o Atlântico e nem têm os impostos que nós temos aqui), fresco, leve, embora potente, para se tomar no almoço com uma bela acidez companheira da comida. Um vinho alegre, fácil de beber e para se beber jovem. A R$ 168 na Ravin de Rogério D’Avila que aparece na foto junto a Sebastiano Rosa.

Guidalberto IGT 2007 leva o nome do homem que foi para Bolgheri talvez o que Osvaldo Cruz foi para o Brasil: erradicou a malária e levantou a região. Guidalberto leva em seu rótulo a assinatura (com o g mais definido) de Guidalberto. A linda estrada de ciprestes que conduz à Bolgheri também leva o nome de Guidalberto. É um corte 60% cabernet sauvignon e 40% merlot, um ano de barrica e não é um segundo rótulo, mas um irmão menor. R$289 na Ravin (www.ravin.com.br). Estive há dois anos atrás em Bolgheri: é uma região belíssima com grandes vinícolas, um must para o enoturista.

About silviafranco

Wine writer.
This entry was posted in Vinhos and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s