Os vinhos de ânfora de Patrício Tapia

Em recente visita à Casa Marin (vinícola chilena de vinhos fantásticos), minha anfitriã, a enóloga e proprietária Maria Luz Marin , me ofereceu para degustar en primeur um vinho do famoso crítico chileno Patricio Tapia (e com o devido de acordo deste).  Tapia tem um hectare de vinhedos próximo aos da Casa Marín e ali está desenvolvendo uma interessante experiência: vinhos feitos à moda antiga, bem antiga, como se fazia no Caúcaso há uns 5 mil anos com os vinhos vinificados em ânforas enterradas no solo. O vinho que provei é um syrah e ainda não estava pronto, mas gostaria muito de prová-lo depois de engarrafado, pois está interessante. Quem já vem obtendo grandes vinhos com esta prática é  Josko Gravner, enólogo do Friuli com o seu  Gravner Ribolla Anfora 2000. Ali  produz vinhos orgânicos, vinificados em ânforas de barro, como se fazia há 5 mil anos e com o mínimo de adição de sulfitos como faziam os antigos romanos. O Gravner Ribolla é um branco especial, raro, com boa dose de taninos por conta da longa maceração e complexidade de aromas. É vinho de reflexão com 92 pts da Wine Spectator. No Brasil, seu importador é a Zahil e custa R$ 360 .

About silviafranco

Wine writer.
This entry was posted in O que rola, Vinhos and tagged , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s