Champanhe fica melhor servido como cerveja!

 Cientistas franceses descobriram o segredo de manter o fizz (a espiral de borbulhas) num flute de champagne: sirva como se fosse cerveja.  O estudo comprova que esta é a melhor forma de servir o espumante: com a taça posicionada em ângulo. Assim, as borbulhas do espumante mantêm-se por mais tempo do que a maneira usual de servir: de forma reta na taça e aguardar que a espuma desça para acabar de encher o flute.

Entretanto, os sommeliers já avisam que nao farao isto de forma alguma. Pois ao servir da forma tradicional, libera-se o CO2 antes que ele chegue ao nariz.

A pesquisa também descobriu que o espumante servido a baixas temperaturas retém as borbulhas por mais tempo. A temperaturas mais altas, o dioxido de carbono perde-se mais depressa. O estudo foi publicado no
Journal of Agricultural and Food Chemistry e dirigido por Gerard Liger-Belair,  professor na Universidade de Reims e autor de Uncorked: the Science of Champagne.

Publicado pela Decanter em 13 de agosto, texto de Rebecca Gibb.

About silviafranco

Wine writer.
This entry was posted in Notícias and tagged . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s